04 junho 2013

o que se faz com um fio


Hoje acordei com um email de alguém que, por detrás das cortinas, presenciou noites lunares de amores loucos. 

O que, não sei porquê, me leva a ti.

O que se faz com um fio?
Lembro-me de ser pequena pequenina e de a minha avó me pedir ajuda a desenrodilhar novelos imensos de fio, para que ficassem esticados ( não podia haver uma única rotaçao em parte alguma) e "usáveis". 
Lembro, também, que ela fazia a coisa parecer muito mais difícil e morosa do que realmente era, para assim, prolongar no tempo a minha companhia e atenção.

O que, não sei porquê, me leva até a ti mais uma vez. 
Alguém dizia que o que estraga a felicidade é o medo ( não sei se estou muito de acordo com isto. É que não sei mesmo!); dizia, ainda, que tu és uma forma de eu ser e eu uma forma de te ser, e que esses eram os limites das suas possibilidades. 

O que faz com um fio? 

Sem comentários:

Enviar um comentário