08 junho 2013

fur T



somos Vivace ou Allegro ma non tropo, que o tempo do Grave e do Adagio já lá vai e foi guerra que não soubemos travar. sei que nunca chegaremos a Prestissimo. (o que em nada me transtorna. sei-nos melhor assim). se pudesse escolher, seríamos um lugar a meias entre Vivacissimo e Presto.
existe algo de muito bonito em sinfonias imperfeitas.

o amor, esse, é gerúndio, 
vai-se fazendo, piano piano 
ou até ao metrônomo se cansar.



2 comentários:

  1. Anónimo00:09

    Sinfonias imperfeitas ou inacabadas (em latim, é tudo a mesma coisa). A nº 8, de Schubert, por exemplo...

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar