12 junho 2013

'despida de branco'


(desenhar num intercidades, com um velho a ressonar e a babar, não é fácil) (mas não me envergonho de maus desenhos, como nunca me envergonhei de nós)

'despida de branco' foram as palavras mais bonitas que me dirigiste. 
agarrar o silêncio é o que mais espeta.
(chego mesmo a duvidar que o conseguirei agarrar). 
nunca mais perguntar por tu é abismo.
fomos facas de dois gumes (em lados opostos). expressão demasiado vulgar para aquilo que fomos.
faltam-me palavras e tu sabes porquê.




1 comentário:

  1. Anónimo22:07

    Parabéns! Já está nos meus favoritos.

    ResponderEliminar