10 março 2010

postal sem selo #37

em dias amarelos lembro-te mais
descalços na praia desenriças-me os nós do cabelo com a mesma dedicação que fazias um desenho fachada

se fosse hoje, roubar-te-ia ainda mais beijos do que naquela tarde de natal em que fugimos da praia com areia molhada colada nos pés, como se roubar areia fosse pecado
e
quando penso que vou esquecer-te vem um dia de sol
(quando partiste parou de chover e o k. disse-me: ele trouxe o sol. e essa foi a coisa mais bonita que podia ser dita)


2 comentários:

  1. Que bonito!

    Ah e essa pintura é extraordinária!
    Assim como era a outra!

    ResponderEliminar
  2. delacroix. balthus ;)

    ResponderEliminar