13 janeiro 2009

postal sem selo #28





m lembraste-me.
trago-o comigo. afinal sempre os havia lá onde tudo é às cores e me pareceu negra essa manhã.
dois mil e nove melhor assim quando não há caminho.
um beijo


1 comentário: