03 dezembro 2008

postal sem selo #27

não sei ao certo quantos já rabisquei. uns quinze serão poucos para aquilo que tenho para te dizer. passaram-se miseras oito e faltas-me cada semana diferente.
e é inútil escrever isto agora. como o foram as voltas por todos os sítios teus. nos nossos também.
que afinal os outros podem ter algum 'selo' mas este nunca terá.
agora uma pausa de 5 minutos que pareceu uma vida. nada será igual. escreve-se sempre para alguém, e eu queria muito continuar a escrever-te.

Sem comentários:

Enviar um comentário