09 setembro 2008

e ausento-me de tal forma que tudo isto me parece diferente cada vez que aqui entro. tu que chegas dizes que ando longe, mais do que tu é verdade. entre as novas quatro paredes não me fecho ao que parece, ando entretida. e tudo parece assim. as ruas o cheiro. já lá vai quase um ano 'passou a correr' dizias tu ontem no meio de risos 'não sou eu que tenho que dizer isso' mas passou sim. e dentro das quatro parece quase outro. são novas. 'saíste do bunker' dizia outra. o estirador parece agora abandonado num canto. tenho paredes agora. armários também. as tintas saltaram pó dos caixotes. o saldo do que aì tem que vir assusta. e quero chave na porta já te disse. sinto-me feita de pequeninas mesquinhices cada vez que me invades com o teu optimismo.

1 comentário:

  1. e passará... e nós cá estemos para contar os anos!!!!!

    ResponderEliminar