14 março 2007

'new post'





-quantas flores eram menina?
porque tenho tempo para isto imagino uma data de coisas a acontecerem tão rápidamente que nem dá gosto mas tudo como sonhei ontem à noite ou na noite anterior não interessa o que interessa é conseguir imaginar
-pode ser uma mão delas.
porque quando deixo deixo tudo para trás e dói outra vez não as costas que essas vão ao sitio daqui a dois meses diz o médico tanto faz partir como não partir então que não partisse ora bolas mas ao que interessa outra vez podia não deixar de esperar nunca nem imaginar outro tanto
-das mais branquinhas menina?
-sim, podem ser essas
tudo a mil eu tu e o mundo em passo apressado porque pressa é coisa de quem não dói respirar e é difícil demais quando não me vejo no mercado com música em frente a flores, pão e afins numa cidade desconhecida para o norte a fazer rapidamente as conversões que já não vão de cabeça no telemóvel
-num saco verde está óptimo. nada de vasos.

2 comentários:

  1. compraste umas flores iguais a umas que tenho em casa, né?!?!?!?!

    ResponderEliminar
  2. sabes que não posso sair para ir comprar flores. a minha cabeça é que foi arejar lá para os lados do bolhão..

    ResponderEliminar