04 setembro 2006

mix #3








lá.

e cai uma certeza antes que a outra pouse e não se quer sequer que a primeira assente
e tudo volta ao normal que já não era senão desejo
começa no verde do lado. verde que não é mais que o resto do que foi. e caiem ideias. essas faz preciso deixar pousar. um dejá vu de meia vida que se deixou escapar. que se trocaram. num sentido. no outro também. 'tiras da tua boca para deixar na minha' 'sim, é assim o amor'. tudo ao molhe, como a super bock perto de minha casa.
tudo bem. nada faz sentido. amontoam-se sorrisos. medos também.
é o risco a normalidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário