11 junho 2006

esconderijo secreto






chamava-lhe assim. depois deixou de ser secreto e mais depois até agora deixou esconderijo. para o passar a ser tudo o resto que escondia.
porque pensei que não era
preciso dizer-lhe que sempre que me albergava todas as palavras que podessem ser ditas seriam a mais. agora desmoronou e sem esconderijo tento esquecer que essas palavras não foram de facto o motivo da sua ruina. porque nunca as senti preciso para que percebesse que era único e gostava de acreditar que ele também não.

Sem comentários:

Enviar um comentário